Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘pró-vida’

[Recebi por email. Gaudete!]

logo-hli

Estimado Padre

Saudações dos Estados Unidos!

Esta é para comunicar uma boa notícia que certamente encherá de júbilo e conforto os corações de todos aqueles que lutam contra o aborto no Brasil.

Human Life International tem a honra de conceder a Dom José Cardoso Sobrinho, Arcebispo de Olinda e Recife, o Prêmio Cardeal Von Galen em reconhecimento por sua atitude heróica no cumprimento do ministério episcopal, ao enfrentar o desagrado de tantos que promovem a cultura da morte.

Agindo em nome das associações católicas pró-vida em mais de 80 países do mundo,  Human Life International concede o Prêmio Cardeal Von Galen a personalidades – especialmente Prelados –  que se destacam na defesa da sacralidade da vida conforme os ensinamentos católicos verdadeiros.

O Prêmio leva o nome do Bem-Aventurado Clemens August von Galen (1878-1946), o qual foi bispo de Münster (Alemanha) durante a era nazista. Levantou sua voz em defesa dos pobres e dos doentes, protestando contra a eutanásia, a perseguição dos judeus e a expulsão dos religiosos.

Por causa de sua coragem, ficou conhecido como o “Leão de Münster”. O lema que escolheu quando foi eleito bispo foi “Nem elogios nem ameaças me distanciarão de Deus”. E verdadeiramente viveu conforme o seu lema.

O cardeal Von Galen demonstrou coragem ao enfrentar os nazistas, desvelando a verdade sobre a ideologia do nazismo, defendendo a liberdade da Igreja e das associações católicas, bem como a educação religiosa. Acusou abertamente o nazismo de discriminação contra os cristãos, os quais eram encarcerados e assassinados. Condenou outros abusos do governo totalitário, lutou pelo direito à vida e denunciou de modo veemente o massacre das pessoas deficientes físicas e mentais consideradas “inúteis”.

Dom José Cardoso Sobrinho se destacou pelo empenho com que lutou pelos dois gêmeos nascituros daquela pobre menina grávida de apenas 9 anos de idade, em face de tanto negativismo, tanto dentro como fora da Igreja.

Mons. Ignacio Barreiro, JD, STD, chefe do bureau da Human Life International em Roma, será enviado à arquidiocese de Olinda e Recife, acompanhado por mim na minha qualidade de diretor de programações para os países de língua portuguesa, a fim de entregar pessoalmente a Dom José o Prêmio Cardeal Von Galen.

O referido Prêmio é acompanhado de uma doação de mil dólares para ajudar de algum modo o trabalho pastoral dele.

Nosso maior desejo é o de publicamente apoiár a Dom José neste momento de grande dificuldade. A Santa Igreja precisa de pastores verdadeiros, que saibam dizer que “é justo obedecer a Deus antes que aos homens, pois não podem deixar de falar do que viram e ouviram” (Atos 4:19-20).

O Prêmio já foi concedido a outros prelados que se destacaram em iniciativas em defesa da vida e da moral católica, como o Cardeal Lopez Trujillo, o Cardeal Tumi de Benin, Dom Antonio Arregui, arcebispo de Guayaquil e presidente da Conferência Episcopal Equatoriana, e vários outros aqui na América do Norte.

Em última análise, através de Dom José serão homenageados e prestigiados todos aqueles que no Brasil se empenham na defesa do Evangelho da Vida.

O Mons. Barreiro e eu pretendem viajar para Recife na semana após o Domingo de Páscoa. Ele não fala português (fala espanhol, italiano e ingles, pelo menos) e certamente voltará a Roma a partir de Recife.

***

Que Nossa Senhora do Sagrado Coração e São Luís de Monfort obtenham para si todas as graças que precisa.

Em Jesus e Maria

Raymond

P.S.: Não sei se enviei os “links” abaixo para sua informação. Se não o fiz, faço-o agora (são vídeos curtos em ingles e portugues):

http://www.saintgabriel.com.au/SGC_EWTN.htm

http://www.youtube.com/watch?v=de9mI6U26rE

http://www.saintgabriel.com.au/trueGod.htm

http://www.saintgabriel.com.au/g.o.e.clip.htm

http://www.youtube.com/watch?v=rJNI3n3g150&eurl=http://vida-humana.org/

http://www.youtube.com/watch?v=cH4Pn_TXIt0&eurl=http://vida-humana.org/

Anúncios

Read Full Post »

Ainda sobre os deputados petistas pró-vida: recebemos recentemente um comunicado da “Situação da Defesa da Vida” (que pode ser encontrado na íntegra aqui) afirmando que o “Partido dos Trabalhadores expulsará deputados contrários ao aborto”. De minha parte, não é segredo para ninguém que eu estou torcendo há muito tempo para que o Bassuma e os demais pró-vida sejam expulsos do PT o quanto antes. O motivo é óbvio: não me parece nada interessante que o movimento pró-vida fique “atrelado” ao monstro vermelho pró-morte. Sempre me pareceu uma tremenda incoerência que os deputados imbuídos de valores éticos fossem filiados ao partido que é virtualmente o Anti-Ético por antonomásia; tremenda ingenuidade achar que alguns poucos deputados de valor pudessem lutar contra o Monstro Petista sem serem devorados por ele.

Não acredito, contudo, que o PT expulse os deputados pró-vida. Deveria expulsá-los, para ser coerente; no entanto, o PT não precisa ser coerente, podendo se dar ao luxo de ser hipócrita. Não é do interesse do monstro vermelho se indispôr com o movimento pró-vida, ao qual é simpática a esmagadora maioria da população brasileira. Não é estrategicamente inteligente botar as garras de fora e se assumir como abortista à luz do dia. Prefere o Partido “comer pelas beiradas”, militando com empenho para a legalização do aborto, mas o fazendo sem alarde (como no caso recém-noticiado do desvio de verbas públicas do Ministério da Saúde para que a UNE faça virulenta campanha pró-aborto) e atraindo os incautos para as suas garras de maneira a impossibilitar-lhes a ação frutuosa.

Veja-se, por exemplo, este panfleto que recebi pela internet. Com um cinismo monumental, afirmam os petistas:

As cidades de Sodoma e Gomorra seriam poupadas caso os anjos do Senhor encontrassem ali ao menos alguns poucos justos em meio a milhares de infiéis injustos. Atitude inversa a este ensinamento bíblico foi feito para com o PT. Setores da Igreja Católica estão pedindo para negar o voto ao candidato que for cristão e petista, generalizando: “O PT é Abortista” ou “Quem é do PT é a favor do Aborto”. Na contramão dos ensinamentos cristãos, queimam a todos: os que são a favor da vida junto com e os que defendem o aborto. Agora, não importa a pessoa do candidato – suas atitudes e práticas éticas e moral cristãs – o que importa é queimar o PT, sem perdão e excluindo a todos!

Ora, já foi explicado e mais do que explicado diversas vezes que o problema não é que “todos os petistas são a favor do aborto” – isto é uma óbvia inverdade e uma generalização bastante improvável. O problema é que o PT é a favor do aborto, e isto é um fato expressamente reconhecido pelos dirigentes do Partido, que consta em documentos oficiais do PT. Portanto, não está em questão o caráter moral de fulano ou sicrano que seja pró-vida apesar de petista; a questão é que, institucionalmente, o PT é abortista (fato inconteste) e, dado que o mandato pertence ao partido e não ao candidato, o partido (que é maior e mais forte) vai fazer de tudo para que o mandato reflita as suas posições, e não as do candidato (não excluindo nem mesmo a sua expulsão com possível perda de mandato). Isso, além de ser óbvio na teoria, é amplamente observável na prática (remeto, mais uma vez, à leitura do perspicaz artigo do pe. Lodi sobre o tema).

E ainda termina o citado panfleto com a seguinte “pérola”:

Na religião que escolhemos também é assim: mesmo quando ocorrem problemas sérios na nossa igreja, devemos perdoar e tentar ao máximo corrigir os erros, não é isso? Somos cristãos, petistas e defensores da vida, isso é possível. O PT só não é melhor porque falta você.

Não, não é isso. A comparação é blasfema e cínica à exaustão, porque a Igreja (ou, no tocante à defesa da vida, qualquer religião minimamente séria) é o extremo oposto do PT: enquanto n’Ela nós temos a instituição defendendo o que é correto e alguns membros desobedientes, no PT nós temos o assassinato defendido institucionalmente, e alguns membros descontentes tentando mudá-lo. Não há comparação possível. Inverto a última frase do panfleto: você, pró-vida, só não é melhor porque está no PT. Bom seria que o partido expulsasse logo o Bassuma e companhia; assim, as energias daqueles que não concordam com o assassinato de inocentes poderia ser melhor aproveitada, e talvez pudéssemos organizar uma verdadeira oposição ao processo de implantação do aborto – já em curso avançado – vigente no Brasil.

Read Full Post »

Acabei de receber o email abaixo, da Frente Parlamentar em Defesa da Vida. Merece ampla divulgação; para que todos percebam de uma vez por todas – como já foi tido inúmeras vezes – que o monstro petista é perigoso e precisa ser enfrentado com seriedade.

* * *

Prezados amigos e amigas Pró-Vida,

Em anexo, a nota dos deputados federais Luiz Bassuma e Henrique Afonso, ambos do PT, sobre a Comissão de ética para a qual foram convocados por conta de suas posições públicas contra a legalização do aborto no Brasil.

Divulguem.

Jaime F. Lopes
Assessor da Frente Parlamentar em Defesa da Vida – Contra o Aborto.

________________________________________________________

NOTA  PÚBLICA

AO POVO BRASILEIRO E AOS MILITANTES DO MOVIMENTO PRÓ-VIDA

1.     No dia 12 de junho de 2008 a Secretaria Nacional de Mulheres, instância integrante da Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores, por meio de sua representante Laisy Moriére, entrou com uma representação solicitando a “instalação imediata de Comissão de Ética” para os Deputados Federais Luiz Bassuma PT/BA e Henrique Afonso PT/AC tendo como fato as suas posições públicas contra a legalização do aborto no Brasil, fundamentando este pedido em decisão aprovada no III Congresso do Partido dos Trabalhadores, bem como em Resolução aprovada no 10º Encontro Nacional de Mulheres do PT, realizado em Brasília, nos dias 17 e 18 de maio de 2008.

2.     Nesta terça-feira, 11 de novembro de 2008, os Deputados Federais que assinam esta nota, receberam em seus respectivos gabinetes, na Câmara dos Deputados, notificação do Coordenador da Comissão de Ética do Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores, Danilo de Camargo, na qual não consta a assinatura do mesmo, mas consta a assinatura do Secretário Geral Nacional do Partido dos Trabalhadores, José Eduardo Cardozo em que determina “o prazo de 10 (dez) dias, a partir desta data, para apresentar defesa escrita”.

3.     Considerando que as nossas posições contrárias à legalização do aborto no Brasil sempre foram públicas entendemos que o povo brasileiro e os militantes pró-vida têm direito de serem informados quanto a esta providência de uma instância do Partido dos Trabalhadores em propor uma Comissão de Ética, em âmbito nacional do Partido, para avaliar e decidir se devemos ser submetidos às sanções previstas pela Comissão de Ética que vão desde a uma mera advertência formal até a expulsão do partido.

4.     Queremos aqui reafirmar  nossas posições públicas em defesa da vida – desde a concepção e nosso direito de militância para impedir que o aborto seja legalizado em nosso país. Cumpriremos a convocação de estarmos na Comissão de Ética conclamando os membros desta Comissão a cumprirem o que determina o Estatuto do PT, em seu artigo 67, parágrafo 2º: “Excepcionalmente e somente por decisão conjunta da Bancada e da Comissão Executiva do Diretório correspondente, precedida de debate amplo e público, o parlamentar poderá ser dispensado do cumprimento de decisão coletiva, face a graves objeções de natureza ética, filosófica ou religiosa, ou de foro íntimo”. (grifos nossos)

5.     O direito à vida é o primeiro e mais fundamental de todos os direitos humanos e, sendo assim, aqueles que advogam a defesa e a promoção desse direito estão em sintonia não só com as suas convicções pessoais, mas em consonância com o que determina a Constituição Brasileira em seu artigo 5º quando afirma a “inviolabilidade do direito à vida”, Declaração Universal dos Direitos Humanos, Declaração Americana de Direitos Humanos, bem como em sintonia com a maioria da população brasileira que, em diversas pesquisas de opinião tem manifestado posicionamento contrário à mudança da legislação que criminaliza o aborto no Brasil.

Pelo direito à Vida desde a concepção e contra a legalização do aborto no Brasil.

Brasília, 12 de novembro de 2008.

Deputado Federal Luiz Bassuma – PT/BA
Deputado Federal Henrique Afonso – PT/AC

Read Full Post »

O PT é – sem a menor sombra de dúvidas – o partido brasileiro que, nos dias de hoje, mais perfeitamente encarna o anti-cristianismo. O ferrenho combate travado pelo monstro vermelho contra a vida humana – em particular a mais indefesa – não é novidade para ninguém que tenha um mínimo de conhecimento do cenário político atual no Brasil.

Não dá, portanto, para ser ao mesmo tempo petista e católico. E ainda, não dá nem mesmo para ser ao mesmo tempo petista e pró-vida. É uma tremenda incoerência, uma incompreensível contradição. O partido que hoje governa o Brasil é o maior promotor da cultura da morte e da destruição sistemática de todos os valores católicos (não excluindo nem mesmo aqueles que não são especificamente católicos, por serem decorrentes da Lei Natural – são exatamente estes que nos interessam no presente momento). O PT defende e promove crimes escandalosos como o aborto! E isto não é uma característica acidental das pessoas que, dentro da pluralidade ideológica incentivada pelo partido, tomam iniciativas particulares neste sentido; é, antes, uma nota intrínseca ao partido, como é clara e inequivocamente dito oficialmente pelo maior partido do país.

Recentemente [dia 29 de setembro de 2008], o site do partido passou a defender abertamente a legalização do aborto no país. É importante reconhecer que isto não é novidade alguma, mas a insistência do partido no assunto e a clareza desavergonhada da sua apologia ao crime deveriam ao menos servir de aviso àquelas pessoas que acreditam ser possível trabalhar candidamente em defesa da vida marchando entre as fileiras do exército de Satanás. Não há comunhão possível entre luz e trevas. Não pode haver união entre Cristo e Belial. Não é possível a um político defender a vida humana em iniciativas privadas ao mesmo tempo em que o seu partido é aberta e oficialmente assassino.

Entre as sandices da explícita apologia ao crime publicada no site oficial do Partido dos Trabalhadores:

O aborto deve deixar de ser tratado na esfera penal no país, pois a criminalização não reduziu a sua incidência. Ao contrário, tem contribuído para aumentar a sua prática em condição de risco, com impactos graves para a saúde e a vida das mulheres. Além, é claro, de aumentar os custos do sistema único de saúde. É necessária a busca de soluções eficazes no âmbito da saúde pública, sem interferência de dogmas religiosos, como atribuição do Estado laico e democrático.

É vergonhoso que assistamos passivamente a este criminoso discurso de promoção da imoralidade; mas é ainda mais vergonhoso que alguns fechem os olhos às evidências e comprometam a defesa da vida que poderiam fazer ao marcharem sob o estandarte do inimigo, engrossando as suas fileiras, sujeitando-se ao seu domínio e deliberadamente cerceando a própria liberdade de ação. Isto é completamente inaceitável. É necessário que as pessoas saibam tomar as escolhas corretas; quando o que está em jogo são valores morais inegociáveis, importa cortar completamente os laços com o inimigo. Satanás não dorme, e nunca se ouviu dizer que houvesse algum dia saído algum fruto bom do conluio promíscuo entre os filhos de Deus e os filhos das Trevas.

Read Full Post »