Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘perseguição religiosa’

Recebi um email do sr. Ricardo “Tarrasch”, pedindo orações por conta de umas ameaças que ele vem sofrendo. A história está contada no novo blog dele, recém-criado, após o anterior ter sido invadido por hackers.

As ameaças sofridas foram tão sérias que levaram o autor da blog a registrar uma ocorrência na 1ª D.P. de São José dos Campos, por ameaça, em agosto de 2007. Ele inclusive me enviou uma cópia do boletim por email [de cuja história, portanto, eu não tenho motivo algum para duvidar], pedindo que o divulgasse, coisa que eu faço abaixo (cliquem para ampliar):

7dossie 8dossie

Ele, repito, pede orações. Reforço o pedido: rezemos por ele. A fim de que Nosso Senhor lhe sustente nas perseguições e a Virgem Santíssima lhe conceda sempre a Fortaleza necessária para suportar todas as tribulações com as quais ele se depare.

Anúncios

Read Full Post »

No “Exsurge Domine”, texto escrito pelo Gustavo Souza e por mim, sobre a moral sexual católica.

No site da CNBB (sim, isso mesmo!), este artigo de Dom Aloísio sobre o ensino da Teologia. Excerto: Quando é que vai haver unidade entre católicos  e outros amantes da  Palavra, lendo a mesma Bíblia?  Nunca. É que para nós “o encargo de interpretar autenticamente a palavra de Deus escrita, ou contida na Tradição, foi confiado só ao  magistério vivo da Igreja” (DV nº 10). Essa é a nossa praxe de fé, seguida pelos verdadeiros mestres dos ensinamentos de  Jesus.

Em ZENIT, esta notícia segundo a qual a Igreja Greco-Católica na Romênia corre o risco de ter seus bens expropriados pelo Estado. «Se este projeto de lei for aprovado se repetiria o que aconteceu em 1948, quando Stalin privou a Igreja na Romênia unida a Roma, greco-católica, do direito de existir, subtraindo-lhe os bens e prendendo seus bispos», afirma Dom Virgil Bercea, bispo da eparquia greco-católica de Oradea.

No Jus Navigandi, este texto do dr. Paul Medeiros Krause, sobre o Estado Laico e a religião materialista. O defensor do aborto, seja ele ministro, desembargador ou semideus, é o maior de todos os delinquentes que a humanidade já produziu.

Read Full Post »

Duas tristes notícias foram publicadas ontem em ZENIT, que nos revelam de maneira clara a perseguição sofrida pelos cristãos em diversos países do mundo, cinicamente ignorada pela mídia nacional.

Ontem, a Universidade de Navarra, do Opus Dei, sofreu mais um ataque pela organização terrorista ETA: um carro-bomba explodiu, deixando 22 feridos. Quis a Providência Divina que ninguém morresse e nem ficasse gravemente ferido, coisa pela qual devemos muito agradecer.

É já a sexta vez que os revolucionários separatistas atacam de maneira covarde a reconhecida instituição de ensino. Tenho um amigo que mora em Navarra, que graças a Deus não estava no campus universitário no momento do atentado. Ele me falou que os terroristas consideram a Universidade o “centro espiritual e econômico que forma os centralistas que impedem a independência vasca”; no entanto, nenhum dos ataques conseguiu nunca provocar vítimas. Em particular, o atentado de ontem foi extremamente violento, destroçando todos os carros que estavam próximos ao carro bomba e provocando um barulho ensurdecedor.

A Conferência Episcopal Espanhola já condenou por diversas vezes o terrorismo, inclusive a ETA de maneira explícita. Há uma completa instrução pastoral de 2002 sobre o assunto, em espanhol.

* * *

A onda de violência na índia fez a sua primeira vítima entre os membros do clero: morreu na quarta-feira (29) o padre Bernard Digal, que havia sido “brutalmente golpeado por extremistas violentos hindus em 25 de agosto”. Rezemos por este sacerdote do Deus Altíssimo assassinado, e peçamos a Ele misericórdia para com todas as vítimas desta perseguição escancarada. De acordo com a mesma notícia de ZENIT,

Segundo algumas organizações cristãs indianas citadas pela Fides, os mortos por causa da violência contra os cristãos são aproximadamente 100, enquanto são milhares os feridos e continuam as matanças, freqüentemente escondidas.

Cerca de 15 mil cristãos estão ainda em campos de refugiados, e cerca de 40 mil fugiram para a selva ou a outros lugares, aterrorizados por grupos de extremistas hindus.

Eis a violência que os inimigos da Igreja praticam às claras, e das quais nós não temos senão uma vaga noção, pelas notícias que chegam às nossas terras tupiniquins. Façamos penitência e, em nossas orações, unamo-nos à dor dos nossos irmãos que sofrem. Que, na perseguição, os cristãos possam ser firmes; que o exemplo deles possa arrastar mais e mais almas para os pés da Cruz de Cristo. E seja em nosso favor a Virgem Santíssima.

Read Full Post »

Saiu em ZENIT que uma mulher cristã foi assassinada na Índia, na última terça-feira, enquanto o seu marido e as duas filhas conseguiram fugir. Já chega, portanto, a sessenta o número de cristãos assassinados no país desde o dia 24 de agosto último. A perseguição é muito grave:

Segundo os dados oferecidos hoje pela agência Asianews, procedentes do All India Christian Council, além dos mortos, há mais de 18 mil feridos, 178 igrejas destruídas, mais de 4.600 casas queimadas e 13 escolas e centros sociais danificados. Mais de 50 mil cristãos fugiram de suas cidades e se refugiaram em campos ou na selva.

Já no final de agosto, o Papa condenou a violência entre cristãos e hindus na Índia; na ocasião, foi noticiado que a onda de violência começou “depois que radicais hindus incendiaram um orfanato cristão, matando uma mulher e deixando um padre em estado grave. Depois disso, grupos de hindus atacaram igrejas, lojas e residências de cristãos”. Na mídia nacional eu não consegui encontrar muita coisa, mas na web tem bastante informação de fácil acesso para quem quiser:

– “10.000 cristãos fugiram de perseguição hindu” (06 de setembro de 2008), com algumas fotos da destruição provocada pelos criminosos;

– “Hindu diz estar envergonhado com a perseguição” (04 de outubro de 2008), e diz que “os ataques a famílias cristãs, o vandalismo de seus lugares de oração, a destruição de lares e meios de subsistência, e os horríveis estupros, mutilações e queima de pessoas vivas que foram noticiados não têm nada a ver com crenças religiosas – nem das vítimas nem dos atacantes”.

– A história não é recente, porque já em novembro de 2007 era noticiado que havia mais de 190 casos de perseguição hindu a cristãos em menos de um ano.

– Hoje, 06 de outubro de 2008, pelo menos mais dois cristãos foram assassinados e 400 casas foram incendiadas.

A situação não está boa. Rezemos pelos perseguidos. E reproduzo email que recebi sobre o assunto, cuja leitura é de altíssima importância.

* * *

Email recebido:

O que fazer? Escrever para as autoridades indianas exigindo que façam cessar a violência contra os cristãos e que restabeleçam a ordem pública e a liberdade religiosa.

Consulado Geral da Índia
Avenida Paulista, 925, 7º andar São Paulo/SP – CEP: 01311-100
E-mail: com@indiaconsulate.org.br

Dr. Elson de Barros Gomes Júnior (Cônsul Honorário da Índia)
Rua Paraíba, 523 – Bairro Funcionários – Belo Horizonte/MG – CEP: 30130-140
E-mail: elson@indiaconsulatemg.org

Sr. Guilherme Rodolfo Laager (Cônsul Honorário da Índia)
Avenida Sernambetiba, 2.930 – Bloco 1 – ap 1101
Barra da Tijuca – Rio de Janeiro/RJ – CEP: 22620-172

Embaixada da Índia
SHIS QL 08 – Conjunto 08, casa 01 – Lago Sul –  Brasília/DF – CEP: 71620-285
E-mails: ambassador@indianembassy.org.br
amb.brasilia@mea.gov.in

Sr. Krishan Kumar (Deputado Chefe da Missão)
E-mail: dcm@indianembassy.org.br

Sr. B. S. Prakash (Embaixador)

Dr. Shashank Vikram (Chefe de Chancelaria)
Email: hoc@indianembassy.org.br


Modelo de texto

Vossa Excelência,

A Índia tem uma longa história de respeito pelos valores de paz e harmonia. Por essa razão, fico chocado com as notícias sobre o assassinato do Swami Lakshmanananda Saraswati e de mais quatro pessoas em 23 de agosto de 2008, no estado de Orissa.

Porém, as conseqüências das mortes têm sido muito piores. Apesar do Partido Comunista da Índia, de linha maoísta, ter assumido a autoria do lamentável assassinato, elementos interessados em provocar conflitos religiosos estão falsamente apontando os cristãos como os culpados. Isso afetou seriamente o relacionamento já instável entre hindus e cristãos na região. A violência anticristã já atingiu pelo menos cinco Estados, e causou mais de 60 mortes e dezenas de milhares de pessoas refugiadas.

Em nome dos direitos naturais da pessoa humana e do direito humanitário internacional, exigimos do governo indiano que cumpra o seu dever de restabelecer a ordem pública e a liberdade religiosa. Será uma vergonha para a Índia que violentas perseguições religiosas sejam acobertadas pela omissão das autoridades públicas. Desde já deixarei de comprar produtos indianos, porque não aceito mercadorias de um país manchado com o sangue dos cristãos.

Os culpados devem ser processados por incitar violência, e as vítimas devem ser indenizadas por suas perdas, de acordo com a investigação imparcial dos danos. Contamos com a sua compreensão e a sua ação no sentido de fazer prevalecer a justiça, a ordem e a liberdade religiosa.

Atenciosamente,

(Seu nome)

Read Full Post »